Brazilian Community of Atlanta - Comunidade Brasileira em Atlanta
Cultura
Comunidade




Migração da Família Real para o Brasil



Por causa da invasão de Portugal por tropas napoleônicas sob o comando do general Junot, o príncipe regente Dom João, à frente do governo desde que sua mãe, a rainha D. Maria I, passara a revelar sinais de perturbação mental, determinou a mudança da Corte para o Rio de Janeiro, onde chegou em princípios de março de 1808, após breve estada na Bahia, ocasião em que assinou carta-régia abrindo os portos do Brasil ao comércio de todas as nações amigas (28 de janeiro de 1808).

No Rio de Janeiro muitos melhoramentos foram introduzidos, inclusive a imprensa (Impressão Régia), onde seria publicado o primeiro jornal do país, A Gazeta do Rio de Janeiro (setembro de 1808).

Os principais acontecimentos do período em que Dom João viveu no Brasil (1808-1821) foram, além da abertura dos portos e desses melhoramentos, a declaração de guerra à França e conseqüente anexação da Guiana Francesa; os tratados de comércio com a Inglaterra (1810), de graves conseqüências, pois viriam a impedir, durante muito tempo, o estabelecimento de indústrias no país; a elevação do Brasil a Reino Unido ao de Portugal e Algarves (1815); a morte da rainha D. Maria I e a ascensão do regente ao trono, como Dom João VI; as lutas para a anexação da Banda Oriental (completada em 1821, quando se criou a Província Cisplatina); a revolução Pernambucana de 1817; a vinda da Missão Artística Francesa (Debret, Montigny, Taunay), que seria responsável pelo primeiro Salão Nacional de Belas-Artes; e, finalmente, após a revolução constitucionalista do Porto, em 1820, a eleição de representantes brasileiros para as Cortes Constitucionais Portuguesas, logo seguida da volta do rei para Lisboa, ficando no Rio de Janeiro, como regente, o príncipe herdeiro, Dom Pedro.

Voltar...










© 2005 - 2018 Associação da Comunidade Brasileira - ASCOMBRA
P.O.Box #683052 - Marietta, GA 30068 - Phone: (678) 807-9340